INSCREVA SEU E-MAIL

NO FACEBOOK

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

O Novo Cenário de BPM no Brasil


Estamos vivendo um momento bastante peculiar em nosso país, não só pelas questões político-econômicas, mas também estamos enfrentando grandes desafios no âmbito das organizações. Por isso, quero falar com você sobre alguns pontos muito importantes em nosso cenário mais atual e para os próximos anos.
Setembro de 2016, ainda estamos na segunda década de 2000 e, diariamente, testemunhamos grandes mudanças em negócios por todo o mundo. Em poucos anos de retrospecto, conseguimos destacar grandes transformações, tais como o surgimento do Uber, Netflix revolucionando a forma como nos relacionamos com a televisão, carros elétricos, carros autônomos, a preocupação com a sobrevivência de nossa espécie sendo pano de fundo para aplicação da economia circular, os modelos de compartilhamento e servicilização de produtos etc. Avaliar a evolução dos negócios nos últimos 6 anos é uma tarefa bastante enriquecedora e, obviamente, inspiradora para os próximos anos que virão.
Porém, em nosso país, apesar de experimentarmos a modernidade e a evolução em muitas frentes, continuamos com alguns “pequenos detalhes” estacionados no século XIX e XX. Nosso serviço público continua precisando de muito esforço para melhorar e, um dia, se tornar algo minimamente aceitável. Nossa capacidade de trabalho continua muito aquém dos padrões de países desenvolvidos. Sofremos de perda de competitividade por fatores recorrentes e históricos, tais como, burocracia, desperdício, processos obsoletos e baixa qualidade ou confiabilidade em produtos e serviços.
Essa constatação, imediata e fácil para qualquer pessoa, não tem a intenção de ser desanimadora ou ser um lamento. Pelo contrário. Escrevo isso para, mais uma vez, reforçar em nossa rede a necessidade de agirmos com seriedade, coragem e perseverança.
Compilei alguns números recentemente e vou utilizá-los para orientar nossa conversa nesse artigo.
No Brasil, atualmente, temos mais de 16 milhões de empresas ativas. Seria um número incrível, se todas estivessem em boa situação e em condições de sobrevivência e/ou crescimento. Porém, desse total, mais de 13 milhões é formado apenas por micro e pequenas empresas – que possuem alta taxa de mortalidade e baixa expectativa de vida.
Sendo assim, nos resta pouco mais de 2.4 milhões de médias e grandes empresas – o que também é um número bem impressionante. Vamos utilizar esse valor para fazer uma pequena estimativa.
Se cada média/grande empresa possui ao menos 10 profissionais que atuam diretamente na gestão organizacional (nível tático/operacional), de maneira bem realista, temos um universo de aproximadamente 24 milhões de profissionais atuantes na área. Se apenas 1 de cada 10 profissionais desse montante tiver interesse em se especializar em gestão por processos, teríamos, facilmente, mais de 2 milhões de especialistas (os CBPPs). 
Quando observamos o número de CBPPs atualmente no Brasil, percebemos que não alcançamos nem 0,05% do total possível. E a pergunta inevitável é, por que não?
Depois de muito refletir sobre esse Gap, encontrei algumas questões e acredito que estamos pecando em diversos princípios. Sem querer me estender demais nesse post, vou elencar apenas 2 pontos que considero como principais para mudarmos esse resultado.
  • Até agora, só falamos com profissionais de processos.
Sim. Somos uma associação de profissionais de processos, mas não apenas. Precisamos incluir outras “personas” em nossos eventos, livros, artigos, podcasts etc.
Só conseguiremos a devida atenção ao que precisa ser feito quando incluirmos outras pessoas na conversa. Enquanto falarmos esse dialeto que só é conhecido ou interessante para outros especialistas, nos manteremos isolados e a margem do potencial que a disciplina possui.
A ABPMP Brasil vai tratar de resolver isso. Como eu sei? Tenho certeza de que a rede vai se unir e ajudar. Sabemos que falar com mais pessoas vai fortalecer a profissão e trazer os resultados que tanto precisamos em nosso país. Contem comigo.
  • A maturidade das organizações no Brasil.
Quem me conhece sabe que vivo o mundo BPM desde 2003 e viajo para cada canto desse país levando o tema e ajudando profissionais e organizações. Sendo assim, mesmo que “empírica”, fiz uma pesquisa e compilei 4 grandes grupos de maturidade nas organizações.
Vou chamá-las de “Personas Nacionais de Maturidade”, e a ideia é apresentar o nível de maturidade de cada uma frente a sua realidade diária e ambições.
Sem querer avançar muito, pois tratarei desse detalhamento das personas em outro artigo, posso dizer para você que, hoje, e aproximadamente, 60% das organizações (médias/grandes) vivem em um estágio inicial e focado na própria sobrevivência. Para a outra persona organizacional, em torno de 20% está buscando por estruturação de seus processos, sendo que 15% (a terceira persona), já atua com foco em melhoria consistente de resultados. Infelizmente, apenas 5% (a quarta persona) estaria em nível avançado e consistente a ponto de focar em transformação de produtos, serviços e, até mesmo, alteração no modelo de negócio.
Como disse antes, não tenho a pueril pretensão de ser exato nesses números, mas preciso mostrar o quanto ainda temos que trabalhar. 
É função do profissional de BPM apoiar as organizações nesse avanço, precisamos fazer com que as organizações evoluam. 
Para a maior parte das empresas que considerei nesse levantamento, ver e ter pela primeira vez seus processos documentados de maneira estruturada já é uma grande vitória. Para muitas outras, já é chegado o momento de transformar a estrutura de processos em ações repetíveis e consistentes para o avanço na forma de melhoria. Porém, também temos o outro lado. Quase 5% desse total já possui um olhar mais ambicioso e até disruptivo, e isso é muito bom para todos. 
Para finalizar este breve artigo, gostaria de reforçar um ponto. Hoje, profissional de processos ou interessado em gestão organizacional, seu desafio imediato é ajudar 2.4 milhões de empresas a evoluir em suas práticas de gestão. Chegará o momento em que a evolução por melhoria continua não bastará para essas organizações. Nesse momento, você será útil na viabilização e estruturação de grandes transformações organizacionais.
O profissional precisa entender que o jogo é dinâmico. O lado esquerdo do nosso cérebro, é um ativo humano que já possui data de validade. Nossa capacidade lógica é alvo da evolução tecnológica, com robótica, softwares, BPMS etc. Lembre-se, a tecnologia de automação já substitui nossos ossos e músculos em muitas operações. O próximo passo, já sabemos qual é.
Porém, o lado direito do nosso cérebro ainda é algo misterioso e distante para as máquinas. Como ensinar empatia? Sensibilidade, apreciar arte, música, relações humanas? Essas são habilidades que nós, profissionais da lógica, precisamos desenvolver. 
É cada vez mais anacrônico pensar em melhoria de processos sem considerar o foco do cliente. Como pensar em produtos e serviços sem considerar os momentos da verdade na jornada do cliente? 
A nossa capacidade de entender o cliente e se colocar no lugar dele é um grande diferencial. Infelizmente, ainda pouco utilizado pelos nossos colegas que trabalham com o lado esquerdo a maior parte do tempo (pode me incluir nessa lista).
Temos um belo e desafiador horizonte no mundo da gestão e dos negócios. Cada vez mais seremos desafiados a usar os 2 lados do nosso incrível cérebro
Vou explorar esse e outros temas nos próximos artigos. Acompanhe os posts e faremos juntos essa jornada, afinal, o desafio é inexoravelmente nosso.
A pergunta que deixo para reflexão:
Em nossa evolução social, significância (1) epropósito (2) são elementos que reduzem cada vez mais o gap entre a prosperidade material e a satisfação pessoal. Como podemos levar esses elementos (1 e 2) para nossos processos, produtos e serviços?
Dica: Aproveite seu lado direito do cérebro e sua incrível capacidade de empatia para responder.
Por favor, compartilhe este material com sua rede.
Grande abraço e até o próximo post!

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

BPM - Momentum e Energia



Mais uma primavera, mas não é uma primavera qualquer.

22 de fevereiro de 2008 - convite inicial no blog mundobpm.com
12 de abril de 2008 – lançamento oficial da www.ABPMP-br.org
Seis dias após operar meu entusiasmado coração, em 17 de abril de 2008 - 12:00, fizemos o nosso primeiro webinar.

Hoje, 22 de setembro de 2016, exatos 8 anos e 7 meses desde o início da construção do nosso chapter, continuo cada vez mais apaixonado e envolvido, não apenas pelo tema BPM, mas pela incrível rede de profissionais que mobilizamos com a fundação da ABPMP Brasil. São difíceis, grandiosos e diários os avanços promovidos nas organizações por essa rede. 

Nessa primavera, que hoje nos agracia com sua presença, é perceptível a renovação dos ânimos na nossa rede e a motivação para seguir em direção ao horizonte mais justo e desejado, é o propósito transformador sendo retomado e renovado. 

Este é o momento de chamar novamente as pessoas de bem e avançar com perseverança, força e união. 

Vamos juntos, novamente, lutar para promover as melhorias que o nosso país tanto precisa, promovendo eficiência, eficácia e efetividade na gestão organizacional.

22 de Setembro de 2016. Esse é o nosso convite para a retomada do crescimento profissional em BPM.

Sendo assim, preparei uma sequência de artigos para marcar esta etapa da nossa jornada. 

A cada semana, publicaremos o material simultaneamente no Linkedin, Facebook, mundobpm e Portal Administradores.

Por favor, compartilhe essa informação e ajude na transformação que precisamos promover.

Obrigado e vamos em frente!

Gart Capote

* OS PRÓXIMOS ARTIGOS *

1- O novo cenário de BPM no Brasil
Considerando o universo prático da gestão por processos e seu nível mais tático-operacional, uma análise esclarecedora sobre situação atual brasileira, os próximos 3 anos e o envolvimento profissional necessário. 

2- A retomada da gestão é a retomada do país
Após consecutivos períodos de desaceleração nacional, quais são as ações necessárias para que a gestão por processos viabilize as estratégias mais adequadas para a retomada do crescimento e a evolução organizacional no país.

3- O profissional CBPP e as transformações
Governo digital, uberização de serviços, economia circular e outras transformações disruptivas. Qual o papel do profissional certificado CBPP nesses cenários?

4- O BPM CBOK 3.0 e a orientação profissional
O que é o BPM CBOK 3.0, quais os temas abordados, as profissões e funções diretamente envolvidas e o posicionamento da ABPMP sobre os domínios de atuação.

segunda-feira, 21 de março de 2016

Diagnóstico, Melhoria e Transformação de Processos em Goiás


Em Fevereiro e Março de 2016, estive ministrando os 2 módulos do “Curso de Formação de Analista de Processos” para a Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento do Estado de Goiás (SEGPLAN-GO).

O Módulo 1 do treinamento teve o intuito de capacitar e habilitar os servidores em modelagem, análise e diagnóstico de processos de negócio conforme a disciplina de Gerenciamento de Processos de Negócio (BPM).

Já o Módulo 2 preparou os servidores para projetar melhorias em processos com uso das técnicas e tecnologias mais modernas (BPMS) e, além disso, melhorias capazes de transformar a vida do cidadão (cliente) por meio da perspectiva Outside-in (De fora para dentro ou Foco DO Cliente).

Os participantes tiveram a oportunidade de estruturar e aplicar suas ideias para transformação de processos no “Canvas de Jornada do Cliente e Integração de Processos - CJPI Canvas". 

Criei e refinei esse canvas ao longo dos últimos anos e, em breve, além de fazer parte do treinamento, ele também estará presente no meu novo livro - totalmente dedicado ao tema.

Muito obrigado a todos pela bela oportunidade.

Espero que o conhecimento compartilhado contribua para melhorar cada vez mais a vida dos cidadãos do estado de Goiás.


Grande abraço e até breve.

Gart Capote

** Abaixo, informativo do mês da SEGPLAN-GO **


quinta-feira, 3 de março de 2016

Formação de Analistas de Processos



No dia 26/02/2016 lançamos a versão digital (.pdf) da segunda edição do meu mais aclamado livro:
"Guia para Formação de Analistas de Processos".

O preço de lançamento está imperdível R$ 13,83.

Este é o link para comprar na editora:
http://www.bookess.com/read/23694-guia-para-formacao-de-analistas-de-processos-2-edicao/

Obrigado a todos pelo apoio até hoje!

Continuarei escrevendo, aprendendo, ensinando e divulgando a disciplina de Gerenciamento de Processos de Negócio em nosso país e onde mais for necessário.

Abraços,

Gart Capote

quarta-feira, 2 de março de 2016

BPM - Forças Especiais


Só para compartilhar uma informação importante sobre o mercado nacional.

No ano de 2015 tive quase 20 turmas dos meus cursos pelo Brasil e, em janeiro de 2016, já comecei o ano ministrando treinamento em Macaé - RJ. 
Essa dinâmica me confirmou uma tendência que havia percebido ao longo do ano passado.

As organizações não estão desistindo de investir em capacitação, apenas ajustando o foco.

Se em 2013 e 2014 nossas turmas eram repletas de profissionais buscando melhores maneiras de aplicar os recursos destinados a modernização organizacional, em 2015 o foco era aprender maneiras de manter desempenho e competitividade em cenário de poucos recursos disponíveis.

Comecei 2016 confirmando a tendência e acredito que a mesma se mantenha viva por mais um ou dois anos.
Ou seja, hoje, as organizações estão capacitando seus profissionais em BPM para promover a melhor utilização dos escassos recursos disponíveis.
É querer, no mínimo, fazer o mesmo com menos. Algumas, mais ousadas/necessitadas, precisam fazer mais com menos.

Sendo assim, caro colega, alinhe o quanto antes a sua proposta de valor dentro das organizações.

Não venda projetos complexos e com longo prazo de retorno. No cenário atual, é mais viável promover e oferecer melhorias pequenas e com ajustes que serão rapidamente realizados. Essas melhorias trarão algo essencial para o momento em que vivemos: fôlego organizacional (ie. capacidade de continuar lutando).

O seu trabalho em gestão de processos, muito provavelmente, será norteado por ações de redução de tempo, redução de custo, manutenção de capacidade operacional, manutenção de qualidade x custos diretos e indiretos etc.
Acredito que esse será um cenário bastante recorrente para 2016 e 2017.

Porém, também temos o outro lado da moeda. Temos organizações decididas a investir na melhoria de produtos e serviços com base no foco do cliente… Sim, temos. Obviamente, não é uma jornada para todos. Poucas organizações nacionais estão vivendo essa realidade, mas, em algum momento de um futuro muito próximo, todas deverão passar por essa fase.

Para não me alongar mais, gostaria de finalizar dizendo: acredite no investimento que você já fez.
Os estudos solitários, os treinamentos, as palestras, tudo que você já fez para se capacitar em BPM continua valendo.
Seu conhecimento em diagnóstico e melhoria de processos será de muito valor e extremamente demandado nos próximos 2 anos (no mínimo).

Não veja as notícias como um presságio de tempos ruins, mas sim como a certeza de uma mudança inevitável e que trará maturidade para nossas organizações.

Considerando que as organizações brasileiras estão envolvidas em uma guerra pela sobrevivência, posso reviver meus tempos de caserna e lhe dizer nesse momento:

Acredite que podemos vencer essa batalha.
Nossos comandantes precisam de informação com qualidade e relevante para a tomada de decisões.
Nossos soldados precisam ser melhor equipados, mais treinados e motivados.

Vamos para o front sem medo e com fé em nossas intenções e ações.
Profissional de BPM é combatente especialista e de pronto emprego.

Nos veremos no campo de treinamento e nos campos de batalha.

P.S. Se você está buscando atualização em BPM, veja minha agenda de cursos para o ano de 2016. Clique no link:
http://www.gartcapote.com/

Até breve!

Gart Capote

terça-feira, 1 de março de 2016

Formação de Analistas de Processos em Macaé - RJ


Olá pessoal!

Em Dezembro de 2015 e Janeiro de 2016, estive em Macaé ministrando 2 turmas do “Curso de Formação de Analistas de Processos - M1 - Análise e Diagnóstico de Processos” para a importante FMC Technologies.

O treinamento foi realizado nas incríveis instalações da FMC Technologies University e contou com a participação de 30 profissionais ligados a engenharia, gestão e planejamento organizacional.

Fiquei muito honrado em poder levar o treinamento e a disciplina de BPM para uma organização internacional já tão avançada em Processos, Lean, 6 Sigma e que investe constantemente na capacitação de seus colaboradores.

Deixo aqui meu agradecimento especial aos colegas Pimenta e Olívia. Vocês foram sensacionais antes, durante e depois do treinamento. 
Muito obrigado pelo convite!

Espero vê-los novamente e em nova turma - agora para o Módulo 2 - Melhoria e Transformação de Processos.


Abraços e até breve!

Gart Capote

O Rei desnudo


Melhoria de processos, BPM, foco em redução de custos, aumento de capacidade produtiva, esse tipo de abordagem… Isso é coisa do passado. 
Isso tudo é coisa de empresa do século XIX e XX.

Bom, ouvi essas idiotices, calei minha boca e fiquei pensando:

Seria um alemão dizendo isso, um japonês, um americano, um suíço?
Não, era um brasileiro - e que vive no Brasil!

Foi nesse momento que perdi a paciência e me afastei.

Se você vive no Brasil, sabe muito bem que vivemos um quase que completo caos organizacional/operacional.
Nossas organizações estão muito longe de um estado mediano de maturidade. Todos os dias encontramos problemas comuns aos iniciantes e desorganizados.

Nossa saúde pública e privada vai de mal a pior, nossa educação idem, a segurança pública nem precisa comentar, a telefonia - uma vergonha, transporte e logística - um inferno.

Encontro milhares de profissionais por ano e ouço de cada um deles sempre a mesma coisa:

“Na minha empresa, precisamos melhorar muito. Não conhecemos nossos processos, nossa gestão é quase empírica, nossas metas sempre ousadas e nossos gestores são ignorantes no tema Gestão Por Processos.”

São profissionais que atuam em organizações de todos os portes. Essas declarações não são feitas por amadores.

Aí, te peço; pare e pense um pouquinho comigo.

Você acha, realmente, que falar de melhoria de processos, redução de custos, aumento de produtividade, gestão horizontal, foco do cliente, que essas coisas são perda de tempo. Que se não formos disruptivos e dermos saltos para o futuro seremos massacrados pela mudança?

Eu diria o seguinte:

O discurso é lindo, mas a realidade Brasileira é outra.

É como na propaganda de comida para bebês. A mãe olha para o filho e pensa em tudo o que ele pode vir a ser um dia, astronauta, cientista etc. Mas, no momento, o maior desafio daquela criança, ainda é aprender a comer…

Resolvi escrever esse e-mail para você, interessado e profissional de processos, para que você não esmoreça e não desista da luta.

É muito mais fácil se encantar com uma novidade, um “buzzword” fabricado para gerar negócios, do que se manter firme e continuar lutando para alcançar pequenos, mas extremamente relevantes, avanços nas organizações brasileiras.

Eu conheço, pessoalmente, a maior parte da lista de e-mail. Conheço a luta que cada um trava em seu dia a dia para convencer os colegas sobre a importância de entender e gerenciar processos.

Nesse 2016, aproveite para mostrar o valor que BPM pode trazer para as organizações. Vamos utilizar o conhecimento da Gestão Por Processos para ajudar nossas organizações a perdurar e atravessar mais esse momento turbulento.

Quando o modismo “disruptivo” for capaz de mostrar “como” fazer as coisas, vamos ver o que ele tem para apresentar.

Por hora, vamos nós mesmos fazer o que precisa ser feito. Nós sabemos o que precisa ser feito e como fazer.
O resto é discurso e venda de futurologia.

O que falta em nosso povo é um pouco mais de consistência e perseverança.
Temos uma terrível tendência de abandonar as coisas quando encontramos dificuldades.
Vamos nos unir e mostrar que existe uma nova leva de brasileiros que pensa e age diferente.

Contem comigo. Contem com a rede de profissionais de BPM no Brasil.

Vamos em frente e um ótimo 2016 para todos nós!

Gart Capote

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Lançamento

Lançamento da 2ª edição do livro

"Guia para Formação de Analistas de Processos"



Nessa promoção de lançamento, conseguimos reduzir o custo do exemplar físico de 
R$ 94,00 para R$ 74,86

Para adquirir com o preço promocional, siga este link:

quarta-feira, 29 de abril de 2015

BPM Day SP - 2015

Olá Pessoal!

Apenas um rápido agradecimento pela participação na 56ª edição do BPM Day da ABPMP Brasil.
Ficamos muito felizes com a presença de mais de 700 profissionais ao longo de todo o dia 27/04/2015.

Esperamos revê-los nos próximos eventos.

Grande abraço e até breve!

P.S.
Na próxima semana teremos mais um episódio disponível no BPM PODCASTS.
http://www.gartcapote.com/bpm-podcasts.html


Aquele ponto lá no fundo, sou eu no palco... :)